Os cidadãos debatem as suas recomendações com instituições, legisladores e ONGs